domingo, 30 de novembro de 2008

[Desafio das Estrelas de Kart] Barrichello vence 1ª bateria

Rubens Barrichello venceu a primeira bateria do Desafio das Estrelas, neste domingo, em Florianópolis. E comemorou muito.

O piloto da Honda conseguiu se livrar das grandes disputas pela liderança, que contou com Lucas di Grassi, o segundo, Michael Schumacher, que terminou em quarto, e Vitantonio Liuzzi, que abandonou a prova.

Thiago Camilo foi o terceiro, Felipe Massa terminou em quinto, seguido por Allam Khodair, Felipe Giafonne e Xandinho Negrão, que será o pole na próxima bateria, com largada prevista para as 14h com transmissão do SporTV.Belas disputas

Di Grassi manteve a ponta, Barrichello ultrapassou Liuzzi já na primeira curva e Schumacher foi ultrapassado por Camilo e Khodair, mas logo recuperou a posição do último.

Na segunda volta, Barrichello tentou ultrapassar di grassi, mas perdeu o traçado e acabou caindo para terceiro, com Liuzzi em segundo. Massa figurava em décimo.

Camilo sustentava a pressão do heptacampeão da f-1, enquanto a carenagem de Luca Badoer se soltou do kart e Mário Moraes era o primeiro a abandonar a prova.

Na oitava volta, Massa já ocupava a oitava colocação. Schumacher conseguiu recuperar a quarta posição de Camilo. Um pouco mais atrás, Gomes passou Popó e pegou o sexto lugar.

Na 12ª volta, Barrichello retornou ao segundo posto, ultrapassando Liuzzi no final da reta principal. Mas o italiano se recuperou na parte mista e ultrapassou o piloto da Honda e Di Grassi para assumir a ponta. Rubinho ganhou o segundo lugar do compatriota.

A torcida vibrava com Rubens Barrichello, em todas as tentativas de ultrapassagem. Não existia diferença entre os quatro primeiros.

Sexto, Gomes não suportou a pressão e perdeu posições para Pizzonia e Massa. Logo depois, o piloto da Ferrari ultrapassou o amazonense. Gomes conseguiu voltar ao sétimo com ultrapassagem sobre Massa.

Na volta 23, Barrichello pressionou Liuzzi, passou o italiano, tomou o troco, mas tocou no kart do rival e o jogou para fora do traçado. Com isso, o brasileiro assumiu a ponta, enquanto o piloto de testes da Force India foi para os boxes.

Na 26ª volta, Rubinho perdeu a ponta ao ser ultrapassado por Di Grassi e Schumacher, mas o alemão errou na chicane que dá acesso à reta principa, rodou e foi tocado por Barrichello. Ele ficou com a carenagem danificada e começou a perder posições.

Di Grassi, então, conseguiu respirar um pouco, mas logo Barrichello chegou. Schumacher foi para quarto, com Camilo em terceiro.

Na volta 30, começou a garoar no kartódromo. Barrichello conseguiu tomar a ponta de Di Grassi. E a chuva apertou no final da corrida, mas Rubens Barrichello conquistou a vitória, com Lucas di Grassi em segundo e Thiago Camilo em terceiro, para delírio da torcida catarinense.
Confira a tabela de pontos:

1º. Rubens Barrichello, 25
2º. Lucas di Grassi, 20
3º. Thiago Camilo, 16
4º. Michael Schumacher, 13
5º. Felipe Massa, 11
6º. Allam Khodair, 10
7º. Felipe Giaffone, 9
8º. Xandinho Negrão, 8
9º. Ricardo Zonta, 7
10º. Max Wilson, 6
11º. Tony Kanaan, 5
12º. Luciano Burti, 4
13º. Alexandre Barros, 3
14º. Roberto Pupo Moreno, 2
15º. João Paulo Oliveira, 1

Um comentário:

Nandin disse...

Rubinho tá com moral, acho que agora ele vai começar dizendo que é mais piloto que o schumacher e depois vai joga o troféu na cabeça do chefe de equipe da Honda mostrar o dedo do meio e sair correndo gritando ``-MÃÃÃEEE´´, segundo minhas fontes na F1 ele estáva planejando já faz algum tempo. È só isso que eu tenho a dizer, muito obrigado e sem mais perguntas por favor...é sério sem mais perguntas, tem que respeitar...então é isso aí, agradeço a oportunidade.(eu não confirmo a fonte)