terça-feira, 16 de junho de 2009

Ferrari levará atualizações para a etapa britânica

A Ferrari terá importantes atualizações em seus carros para este fim de semana, no GP da Inglaterra.

Os carros de Kimi Raikkonen e Felipe Massa terão nova asa e suspensão dianteira, visando melhorar o tempo de volta e conservar mais os pneus.

As mudanças na suspensão dianteira também permitirão uma melhor distribuição do peso do carro, algo que deve melhorar o desempenho especialmente em circuitos de alta velocidade, como Silverstone.

Também para este fim de semana, Massa terá um novo chassi, cerca de 15 kg mais leve que o original do F60; Raikkonen, que é mais pesado que Massa, já corre com este chassi desde o GP da Espanha.


O brasileiro esteve ao volante do carro em Fiorano na última segunda-feira, onde conduziu um dia de testes apenas em reta. Marc Gené, piloto de testes da equipe, ganhou folga após sua vitória nas 24 Horas de Le Mans do dia anterior.

fonte: Tazio

terça-feira, 9 de junho de 2009

Ferrari só não trabalha no carro de 2010 porque não sabe as regras

Um dia após a McLaren comunicar que já está trabalhando no desenvolvimento do carro para a próxima temporada, a Ferrari afirma que só não segue os mesmos passos e abandona o desenvolvimento do F60, modelo deste ano por ainda não saber qual será o regulamento da Fórmula 1 em 2010.



Além disso, a equipe ainda não confirmou participação no Campeonato Mundial do ano que vem, já que sua entrada está vinculada com o fato de a Federação Internacional de Automobilismo aceitar as exigências impostas pela FOTA.


''Nossa temporada está comprometida, mas se estamos pensando no ano que vem? O problema é que nós não sabemos qual será o regulamento em 2010 – disse Stefano Domenicali, ao “Corriere dello Sport”.
''Acredito que as próximas semanas são críticas. Depois disso, nossos recursos serão alocados (no projeto de 2010), dependendo de como o campeonato esteja'' - afirmou Domenicali.
Pois é. Seria excelente essa briga terminar no dia 12, mas acho um pouco difícil.

domingo, 7 de junho de 2009

Raikkonen: ''Má largada custou alguns pontos''


"Tive uma largada muito ruim e depois de lutar com os caras na primeira curva, espalhei um pouco de traseira.
Na curva nove, fui tocado por Fernando [Alonso] quando tentei a ultrapassagem no final da reta. Isso danificou um pouco a asa dianteira.
Depois disso foi um pouco difícil. O carro estava bom depois das alterações na asa dianteira e os pneus, nos dois últimos 'stints', estavam bem, mas já era muito tarde. Com uma largada melhor, acho que poderia facilmente ter conseguido um ou dois pontos".

Massa: "Carro não me permitiu ter o ritmo rápido o suficiente"


O fim da hegemonia na Turquia
"Lógico que você fica um pouco chateado. Foram três anos incríveis, com vitória, volta rápida, pole position... o quarto [ano] seria mais incrível ainda, mas hoje a gente não tinha possibilidade pra vencer; o que a gente conseguiu foi o que dava para tirar do carro, e é lógico que o piloto que venceu também venceu por méritos e pelo carro que ele tinha".


Alguém pode parar Button?
"Matematicamente dá, mas na realidade é praticamente impossível, é muito difícil. Tem alguns pilotos que podem chegar lá, como o Rubinho [Barrichello] ou talvez algum piloto da Red Bull, mas é muito difícil que o Button não vença o campeonato desse ano".


O ritmo real da Ferrari
"Tive um carro que não me permitiu ter um ritmo para vencer a corrida. Tive um ritmo bom, rápido, pelo que a gente poderia ter feito, mas não rápido o suficiente para brigar pela vitória ou pelo pódio. Então isso mostra que talvez a gente tenha andado um pouquinho para trás durante o fim de semana"

"Alguma coisa aconteceu, não sei se no nosso carro estava faltando um pouco de 'downforce', por que no setor 1 é onde você precisa de precisa de 'downforce', e é onde a gente perdia todo o tempo".

"Nosso carro andou um pouquinho para trás nesse fim de semana e a gente tem que tentar entender o por que, e tentar levar o melhor carro possível pra Silverstone".


A corrida
"Fiz uma largada boa, ultrapassei alguns carros, mas quando cheguei na reta oposta tentei ultrapassar o Trulli por fora, na freada da reta, só que ele acabou freando um pouco tarde, acabei perdendo um pouco a trajetória, passei um pouquinho [do ponto] e o [Nico] Rosberg acabou me passando, ali perdi uma posição".

"Foi uma pena, porque dava para brigar de igual para igual com ele se eu estivesse na frente dele, mas ele tinha um ritmo um pouquinho melhor que o meu e não foi possível incomodar ele".


Seis vitórias em sete corridas
"Lógico que é triste, não é o que a gente espera, mas a gente tem que saber também que aqui os pilotos aqui são todos de [alto] nível, você corre contra um companheiro forte, como eu corro, como a maioria corre, então algumas coisas a gente tem que acertar e tentar trabalhar mais, acelerar mais e tentar ultrapassar seu companheiro na pista".

"Não depende só da performance, depende de muitas coisas, como eu disse até o ano passado, quando disputava o campeonato: não adianta só ganhar corridas e ser rápido, é preciso ter sorte, e muitas vezes eu não tive essa sorte e perdi o campeonato. As vezes a sorte também faz parte da trajetória de muitos pilotos".


Barrichello precisa apenas de sorte?
"O Button foi melhor do que ele até agora no campeonato. A gente não sabe o que aconteceu com ele na largada aqui e na primeira corrida [no GP da Austrália]. Se isso foi um problema no carro, eu acho que é sorte; se isso não foi um problema no carro, então não".


2010: A reunião dos pilotos
"Queríamos ouvir dos chefes das equipes o que estava acontecendo, porque o campeonato depende da gente também. Então fizemos uma reunião hoje para entender o que estava acontecendo e chegamos até a um acordo, mas o que acontece é que nós, como os melhores pilotos do mundo, queremos correr na melhor categoria do mundo, com as melhores equipes do mundo e contra os melhores pilotos do mundo.

"Do jeito que está parecendo, parece que isso não vai acontecer, e se isso não acontecer, a gente perde o interesse de correr na F-1, então a gente espera que a F-1 seja a F-1 de sempre, e que as equipes consigam acertar com o Sr. [Max] Mosley, que é quem manda no final e é uma pessoa que tem que decidir, então a gente espera que essa pessoa tome a decisão certa".
"Se ele não tomar uma decisão certa e as oito equipes, as melhores equipes do mundo, montarem um outro campeonato, acredito que os pilotos vão ficar mais interessados em correr por essas oito equipes do que para correr num campeonato que é praticamente uma GP2".


Perspectivas para Silverstone
"Temos melhoras para Silverstone, mas primeiro precisamos entender o que aconteceu, porque o carro andou um pouco para atrás, e acho que essa é a análise principal pra gente se preparar para Silverstone".
Fonte: Tazio

Istambul, corrida - Button leva mais uma e dispara na liderança

Depois do erro do Vettel na primeira volta, Button só precisou administrar para levar a sexta taça de vencedor para casa e ainda contou com a péssima corrida do Barrichello para disparar na liderança.

Quando todos esperavam uma briga entre Barrichello e Button na largada, o carro do Rubinho ficou e ele caiu para o meio do pelotão. Com isso, Button só precisava seguir Vettel de perto para tentar uma ultrapassagem na hora dos pits. Mas, o alemão foi muito generoso e errou, deixando a ponta para o inglês.

Vettel que foi para uma tática mais agressiva e parou 3 vezes e ao invés de ganhar posições acabou perdendo uma e terminou em terceiro, atrás do companheiro Mark Webber, que aliás, vem fazendo corridas muito boas e sem erros.

Trulli ficou com a quarta posição depois de uma bela largada. Saiu de quinto para terceiro. E com os pontos que fez, ajudou a Toyota a abrir uma vantagem contra a Ferrari nos construtores.

Em uma boa atuação, Rosberg ficou em quinto.

Felipe Massa ficou com a sexta posição, ganhando uma posição com relação a da largada (justamente a do Barrichello). A Ferrari não está no nível dos ponteiros. Realmente esse ano não dá mais, principalmente com as atuações do Button. O jeito é pensar com um pouco mais de carinho no carro do ano que vem. A equipe pode tentar um desempenho melhor nas pistas mais travadas, como Hungaroring, Valência e Cingapura.


Kubica pontuou e Glock fechou os 8 primeiros.

Raikkonen ficou em 9º depois de uma largada nada boa e um toque com Alonso.


McLaren não andou nada na corrida. Pelo menos está pior que a Ferrari.
Um dos pontos altos da corrida foi a bela ultrapassagem do Piquet em cima do Hamilton, que não valeu nada.


Depois da péssima largada, Barrichello tocou-se com Kovalainen. Depois ainda se tocou com Sutil e perdeu parte da asa dianteira, trocou e acabou com suas pretensões de pontuar. No fim, abandonou. Desempenho muito fraco do piloto da Brawn, muitos erros e afobação. Mesmo tendo o melhor carro, ficou preso atrás da McLaren de número 2, muito por causa do KERS.


Button abriu 26 pontos para o Barrichello, que tem agora sua posição ameaçada pelo Vettel. Nos construtores a Brawn tem quase 100 pontos, 96, 39.5 e mais que a Red Bull. A Ferrari chegou aos 20 pontos e se mantém na 4ª colocação, agora 12.5 atrás da Toyota.

Próxima corrida é em Silverstone e Button é mais que favorito. O inglês que sempre quis ganhar em casa, tem a maior chance da carreira. E como disse o Capelli, se ganhar lá ele vira um Beatle.

1°. Jenson Button (ING/Brawn), 58 voltas em 1h26min24s848
2°. Mark Webber (AUS/Red Bull), a 6s714
3°. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull), a 7s461
4°. Jarno Trulli (ITA/Toyota), a 27s843
5°. Nico Rosberg (ALE/Williams), a 31s539
6°. Felipe Massa (BRA/Ferrari), a 39s996
7°. Robert Kubica (POL/BMW), a 46s247
8°. Timo Glock (ALE/Toyota), a 46s959
9°. Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), a 50s246
10°. Fernando Alonso (ESP/Renault), a 1min02s420
11°. Nick Heidfeld (ALE/BMW), a 1min04s327
12°. Kazuki Nakajima (JAP/Williams), a 1min06s376
13°. Lewis Hamilton (ING/McLaren), a 1min20s454
14°. Heikki Kovalainen (FIN/McLaren), a 1 volta
15°. Sébastien Buemi (SUI/Toro Rosso), a 1 volta
16°. Nelsinho Piquet (BRA/Renault), a 1 volta
17°. Adrian Sutil (ALE/Force India), a 1 volta
18°. Sébastien Bourdais (FRA/Toro Rosso), a 1 volta

Não completaram:
Rubens Barrichello (BRA/Brawn), 49 voltas/não completou
Giancarlo Fisichella (ITA/Force India), 5 voltas/mecânico

Melhor volta: Jenson Button (ING/Brawn), 1min27s579 (40ª volta)

sábado, 6 de junho de 2009

GP da Turquia - Pesos e ''disputa interna''

1. Sebastian Vettel - RBR Renault - 649.5
2. Jenson Button - Brawn Mercedes - 655.5
3. Rubens Barrichello - Brawn Mercedes - 652.5
4. Mark Webber - RBR Renault - 656.0
5. Jarno Trulli - Toyota - 652.0
6. Kimi Raikkonen - Ferrari - 658.0
7. Felipe Massa - Ferrari - 654.0

8. Fernando Alonso - Renault - 644.5
9. Nico Rosberg - Williams Toyota - 660.0
10. Robert Kubica - BMW Sauber - 664.0
11. Nick Heidfeld - BMW Sauber - 681.5
12. Kazuki Nakajima - Williams Toyota - 680.4
13. Timo Glock - Toyota 689.0
14. Heikki Kovalainen - McLaren Mercedes 665.0
15. Adrian Sutil - Force India Mercedes 668.5
16. Lewis Hamilton - McLaren Mercedes 696.5
17. Nelson Piquet - Renault - 689.6
18. Sebastien Buemi - STR Ferrari - 686.5
19. Giancarlo Fisichella - Force India Mercedes - 688.5
20. Sebastien Bourdais - STR Ferrari - 701.0



McLaren Hamilton 4x3 Kovalainen
Ferrari Massa 3x4 Raikkonen
BMW Sauber Kubica 5x2 Heidfeld
Renault Alonso 7x0 Piquet
Toyota Trulli 5x2 Glock
Toro Rosso Bourdais 1x6 Buemi
Red Bull Webber 0x7 Vettel
Williams Rosberg 7x0 Nakajima
Force India Sutil 4x3 Fisichella
Brawn Button 6x1 Barrichello

A disputa entre Piquet e Alonso, companheiros desde o ano passado, chegou a 25x0. Alonso fechou o set.


Istambul, classificação - Vettel bate a Brawn, Ferrari não encanta

O último a fechar a volta foi Vettel e com um tempo melhor que o do Button. Segunda pole na temporada para o alemão, que é a única esperança para um campeonato mais competitivo.


Aos fatos...
Q1. Vettel liderou com apenas uma tentativa e deixou a briga para os outros. Hamilton, que sofreu e tentou de tudo não conseguiu passar pela primeira degola. Nelsinho Piquet, que rodou duas vezes também ficou na primeira parte. Buemi, Fisichella e Bourdais também se despediram do sábado.

16. Lewis Hamilton - McLaren - 1min28s318
17. Nelsinho Piquet - Renault - 1min28s582
18. Sébastien Buemi - Toro Rosso - 1min28s708
19. Giancarlo Fisichella - Force India - 1min28s717
20. Sébastien Bourdais - Toro Rosso - 1min28s918



Q2. Vettel fez o melhor tempo do fim de semana: 1:27.016. Heidfeld, Nakajima, Glock, Kovalainen e Sutil caíram.

11. Nick Heidfeld - BMW - 1min27s521
12. Kazuki Nakajima - Williams - 1min27s629
13. Timo Glock - Toyota - 1min27s795
14. Heikki Kovalainen - McLaren - 1min28s207
15. Adrian Sutil - Force India - 1min28s391


Q3. Na hora da decisão, Vettel fez uma bela volta e bateu Button e Barrichello, que vinham para uma primeira fila da Brawn.

Kimi Raikkonen, que ficou com a sexta posição, bateu Felipe Massa, o sétimo, por 0.043. Um pouco decepcionante as posições da Ferrari, que ainda está atrás de Brawn e Red Bull. O jeito é passar o Trulli e esperar algum erro ou quebra dos ponteiros.


1. Sebastian Vettel - Red Bull - 1min28s316
2. Jenson Button - Brawn GP - 1min28s421
3. Rubens Barrichello - Brawn GP - 1min28s579
4. Mark Webber - Red Bull - 1min28s613
5. Jarno Trulli - Toyota - 1min28s666
6. Kimi Räikkönen - Ferrari - 1min28s815
7. Felipe Massa - Ferrari - 1min28s858
8. Fernando Alonso - Renault - 1min29s075
9. Nico Rosberg - Williams - 1min29s191
10. Robert Kubica - BMW - 1min29s357

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Raikkonen: ''Ainda temos que trabalhar no carro, mas estou confiante''

"Nessa pista, as condições mudam muito rapidamente, então isso dificulta um julgamento do desempenho de vários carros baseando-se apenas nos resultados de hoje".

"A pista está muito suja e, após algumas mudanças no acerto, o carro ficou um pouco estranho, mas depois tudo voltou ao normal no final da segunda sessão".

Kimi mostra confiança quanto ao restante do fim de semana
"Ainda temos que trabalhar no carro, mas estou confiante: acho que nós encontraremos boas soluções para sermos competitivos amanhã e no domingo".

Massa: "Foi um dia embaralhado"


O maior ganhador da corrida turca, com êxitos nas três últimas corridas, afirmou que fará o máximo possível para subir no degrau mais alto do pódio.

"Todas as vitórias não foram fáceis, e começamos o ano de forma difícil. Vencer aqui seria uma coisa muito positiva, uma das vitórias mais importantes. Vamos tentar fazer o máximo".

"Gosto da pista, do lugar, me sinto muito bem, mas temos muito trabalho para fazer. Precisamos ver como a gente está, se dá para brigar ou não".

Para Felipe, a sexta-feira não serve para fazer um diagnóstico sobre o real ritmo dos adversários.
"Foi um dia embaralhado. É difícil de prever uma ordem, com os carros andando com diferentes níveis de combustível".

"Isso faz com que a análise fique difícil. Mas analisando devagarzinho, volta a volta, dá para saber essas coisas. Agora é estudar para ter uma ideia mais clara".

"Temos que olhar as duas equipes como as que podem surpreender, pois elas devem ter trabalhado no acerto para a corrida, o que a gente também fez. Alguém melhorou mais nesta pista do que nas outras. Temos de esperar para ver. Pode até ser que seja isso, mesmo."

Massa destacou a dificuldade de optar pelo pneu correto tanto na classificação quanto para a corrida.
"Acho que a diferença entre os pneus é grande. Existem várias possibilidades de estratégia".
"É possível fazer três paradas, duas paradas. Temos de analisar isso, se o pneu mole vai sobreviver ou não. É uma análise difícil de saber, e teremos algumas surpresas".

Istambul, treinos livres - Rosberg no primeiro e Kovalainen no segundo

Como de costume, o Rosberg tem que liderar um dos treinos da sexta-feira. Hoje ele escolheu o primeiro. Com o cronômetro zerado fez 1:28.952 e tirou a ponta do Hamilton.

Felipe Massa deu uma ''segurada mostro'' quando o carro deu uma escapada. Felipe ainda passou em cima do carpete que já estava meio solto e causou uma bandeira vermelha.

1. Nico Rosberg - Williams-Toyota - 1:28.952
2. Lewis Hamilton - McLaren - 1:29.263 (+ 0.311)
3. Jarno Trulli - Toyota - 1:29.271 (+ 0.319)
4. Sebastian Vettel - Red Bull - 1:29.337 (+ 0.385)
5. Felipe Massa - Ferrari - 1:29.342 (+ 0.390)
6. Kazuki Nakajima - Williams - 1:29.371 (+ 0.419)
7. Kimi Räikkönen - Ferrari - 1:29.398 (+ 0.446)
8. Fernando Alonso - Renault - 1:29.422 (+ 0.470)
9. Rubens Barrichello - Brawn - 1:29.525 (+ 0.573)
10. Heikki Kövalainen - McLaren - 1:29.590 (+ 0.638)
11. Jenson Button - Brawn - 1:29.747 (+ 0.795)
12. Adrian Sutil - Force India - 1:29.864 (+ 0.912)
13. Timo Glock - Toyota - 1:29.934 (+ 0.982)
14. Nelsinho Piquet - Renault - 1:30.132 (+ 1.180)
15. Mark Webber - Red Bull - 1:30.176 (+ 1.224)
16. Robert Kubica - BMW - 1:30.645 (+ 1.693)
17. Nick Heidfeld - BMW - 1:30.689 (+ 1.737)
18. Giancarlo Fisichella - Force India - 1:30.729 (+ 1.777)
19. Sébastien Bourdais - Toro Rosso - 1:30.838 (+ 1.886)
20. Sébastien Buemi - Toro Rosso - 1:30.944 (+ 1.992)



No treino da tarde, Kovalainen fez o melhor tempo mais ou menos no meio da sessão e ninguém o tirou da ponta. Alonso até que tentou, vinha mais rápido que o finlandês mas não fez uma bom terceiro setor.


Massa reclamou bastante do desgate dos pneus macios. Não passou da 11ª posição. Kimi ficou com o 15º tempo.

A Brawn não apareceu na frente em nenhum dos treinos, o que pode levar à conclusão de que treinaram com o carro mais pesado.

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Kimi: "Estou bem mais otimista que no início do ano"


Kimi chegou a jogar a "jogar a toalha", mas mudou um pouco de opinião após o GP de Mônaco, onde foi terceiro.
"Estou bem mais otimista que no começo do ano, especialmente com os passos que demos nas duas últimas corridas. Sabemos que existem melhorias por vir, o que me deixa animado para o futuro".

O jogo contra a Brawn e Jenson Button ainda está bem aberto.
"Quem vence cinco de quatro corridas no início do ano está em uma situação excelente para faturar o título, mas o campeonato ainda não acabou. Tudo pode acontecer, pois as coisas aqui mudam muito rápido".

Apesar do bom retrospecto da escuderia italiana, com três poles e vitórias nas quatro últimas edições, Raikkonen acredita que a Brawn é novamente a principal candidata a disputar as primeiras posições.

"A Ferrari sempre andou muito bem no GP da Turquia nos últimos três anos, mas, desta vez, a Brawn é a favorita, pois venceram cinco das seis corridas até aqui. Ainda estamos nos aproximando, mas temos de dar o máximo de nós para voltar à liderança".

O campeão mundial de 2007 também ressalta que os fãs precisam ter paciência, pois a vitória pode ainda não chegar em Istambul.
"Foi ótimo voltar ao pódio em Mônaco". "A equipe está trabalhando muito duro, e foi uma bela recompensa ter os dois carros entre os quatro. Mas devemos ter muita paciência: sei que nossos fãs querem ver a gente ganhar rápido, mas precisamos ser realistas". "Estamos perto, isso é fato, e teremos updates na Turquia, mas sabemos que os outros também trabalham duro. O circuito de Istambul é mais convencional, e temos uma ideia mais definida".


Sobre a pista turca.
"É uma pista muito exigente e gosto dela. Existem todos os tipos de curvas e pontos cegos, tudo o que você precisa para uma bela corrida. Com menos pressão aerodinâmica e pneus slicks, a curva 8 será muito interessante. A pressão aerodinâmica é um ponto onde precisamos evoluir, em comparação à Brawn e Red Bull, mas estamos na direção certa."

Esperemos a classificação. A Ferrari deve dar uma melhorada, mas ainda tem a Red Bull, que se mostrou muito forte até o GP de Mônaco, onde ficou perdida todo o fim de semana.

terça-feira, 2 de junho de 2009

Massa: "É ótimo ter algo realmente positivo a dizer pela primeira vez"


"É ótimo ter algo realmente positivo a dizer pela primeira vez nesta temporada. Ser terceiro e quarto no GP de Mônaco, e marcar a melhor volta da prova são dois motivos excelentes para estarmos positivos".

"Na Ferrari, estamos acostumados a não buscar nada que não seja a vitória, mas, dada a nossa posição no campeonato, agora temos um bom motivo para estarmos otimistas" "O carro deu outro grande passo à frente entre a Espanha e Mônaco. Em Montecarlo, tive uma performance forte desde o início do primeiro treino livre, na quinta-feira".

"Se Button não tivesse me atrapalhado em todos os meus stints, teria terminado em segundo. Mas, o mais importante foi que mostramos estar perto do ritmo dos carros da Brawn, e podemos esperar um carro mais competitivo nas próximas corridas."

Massa revela que a Ferrari levará algumas atualizações para a próxima corrida.
"Para Istambul, teremos outro pequeno passo à frente em termos de desenvolvimento aerodinâmico, o que acontece graças ao trabalho dos membros na fábrica".


"Queremos continuar melhorando o mais rápido possível, para tentar vencer algumas provas. Será fantástico se conseguirmos brigar pela vitória na Turquia".

"Tenho um bom recorde aqui, vencendo e marcando a pole nas últimas três corridas. Espero repetir o feito mais uma vez. Apenas gosto da pista e me sinto confortável aqui. Encontrei uma boa maneira de acertar o carro para esta pista".